O primeiro artigo da série sobre Imposto de Renda é para você que vai declarar pela primeira vez, com dicas e um passo a passo para você conseguir declarar sem dificuldades

  O primeiro ponto em relação a elaboração da declaração do Imposto de Renda é decidir se necessitará do auxílio de um profissional da área ou não. Vamos lá, se você começou a trabalhar recentemente tem uma ou duas fontes de renda (lembrando que pai-trocínio não conta) no máximo comprou seu primeiro automóvel, tem uma pequena reserva aplicada em CDB – pelo amor de Deus – não deixe grana sobrando na conta...ou tem uma dívida com uma instituição financeira e algumas despesas dedutíveis como plano de saúde e gastos com educação, bora lá baixar o programa no website da Receita Federal e colocar a mão na massa, ou melhor, no computador.

  A interface do programa foi desenvolvida para facilitar o preenchimento dos dados pelo contribuinte. Separe os informes de rendimento das fontes pagadoras, das instituições financeiras, as informações dos bens e os recibos e notas fiscais permitidas como dedutíveis e inicie o preenchimento das fichas:

  • Identificação do contribuinte – dados pessoais e informações referente a ocupação principal.

  • Dependente – caso tenha dependentes informar nesta ficha. Caso esteja em dúvida se é permitida a inclusão do dependente na declaração, no campo tipo de “dependente” consta um rol com todas as possibilidades.

  • Rendimentos tributários – recebidos da pessoa jurídica declare nesta ficha todos os dados de acordo com o informe que recebeu do seu empregador.

  • Pagamentos efetuados – há um rol com todas as possibilidades de pagamentos permitidos como dedutíveis. Lembre-se que é importante guardar todos os documentos comprobatórios pelo prazo de cinco anos.

  • Bens e direitos – declare todos os bens que sejam seus (estejam em seu nome) caso você seja casado em comunhão parcial ou total de bens, os bens do casal, deverão constar em apenas uma das declarações.

  As fichas correspondentes as informações de rendimentos isentos ou não tributáveis e rendimentos sujeitos à tributação exclusiva, normalmente, são preenchidos com os informes de rendimentos das instituições financeiras que possuem todas informações necessárias de forma detalhada.

  E depois de tudo preenchido é só verificar as pendências no ícone de check, caso exista alguma, o sistema apontará o que precisa ser corrigido.

  O sistema calcula automaticamente com base nas informações preenchidas se é melhor o contribuinte optar por deduções legais ou desconto simplificado. Verifique o que é mais vantajoso para você e agora é só gravar e transmitir o arquivo para a Receita Federal.

Salve o arquivo e o recibo de entrega.

41.3359-7556

41.99911-3341

R. Prof. Brandão, 1024

Alto da Rua XV  Curitiba - PR

CEP: 80045-325

Segunda a Sexta Feira

08:00 as 12:00

13:00 as 18:00

*Estamos trabalhando em home office*

Solicite hoje mesmo a visita de um consultor!

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco